sexta-feira, 29 de maio de 2015

A política de Ipu, oposição na chama ofuscante pela falta de um "Líder".

Na política tudo pode acontecer, desde um simples rompimento, até, o que chamamos de política do dinamismo, assim eu começo a rascunhar meus pensamentos sobre os rumos incertos da política interiorana de Ipu. Faltando pouco mais de seis meses para o início do ano político de 2016, onde esquenta os ânimos das facções, o quadro político para os ipuenses ainda continua sem rumo e sem destino certo. Vejamos, partindo da oposição ao prefeito Sérgio Rufino, ainda não vejo o nome de uma grande liderança que possa alavancar o grupo oposicionista.
O líder é de extrema importância, ele tem o comando da união de grupo, dirige e alia lideranças, no que chamado de aglutinador, quando se referimos neste assunto, a liderança envolve uma pessoa de ingredientes essenciais para o bom político, nesta receita não pode faltar, o carisma, paciência, respeito, disciplina, e principalmente a capacidade de influenciar os subordinados.
Até agora os nomes que se apresentam como pré-candidatos a prefeito pelo lado da oposição é da vereadora e empresária ligada a saúde, Efigênia Mororó (Pros); pelo Partido Verde, um outro nome é do vereador Adriano Melo, neste baralho político, o nome do ex-prefeito Sávio Pontes, com suas contas sendo todas aprovadas, é citado pelos seus fieis seguidores como propenso candidato querendo voltar ao passo municipal. Será?
Um outro nome de destaque aqui, é do jovem empresário Diego Carlos, filho da ex-prefeita, carismática Toinha Carlos, em 2012, Diego foi o candidato "Tampão" de última hora, perdendo para o atual prefeito. Diego carrega no bolso uma carta importante desde grande baralho político, no traçar das cartas, uma dama e um rei, leva os ditames da experiência política de sua mãe e do seu pai, ex-prefeito Zezé Carlos, ambos políticos influentes na política da terra de Iracema, Ipu.
No "Tô que Tô", comendo pelas ribeiras, está surgindo o grupo político do radialista Adauto Pontes e do presidente do PDT, Balacó, sem muito poder financeiro para alavancar uma grande campanha, mais que conta com os votos dos indecisos e afins.
Portanto a mesa deste jogo ainda não está montada, debaixo desta toalha o nome de um grande líder está fazendo falta para o jogo oposicionista começar. Neste enlace, os "Rufinos" continuam editando as regras na situação, neste caminho no texto do Tupi e do Guarani nas chapadas da serra da ibiapaba, todos sabem que uma índia não pode ficar sem um grande guerreiro. Vamos aguardar!!!!
Afrânio Soares - Redator do Portal de Notícias Aconteceu Ipu



# Compartilhar :

Tecnologia do Blogger.